Letras de Câmbio (LC)

diferenca-entre-poupar-investir

Vantagens das LCs (Letras de Câmbio):

Investimento para qualquer perfil de investidor, seja ele mais conservador ou mais agressivo, que tende a mesclar Renda Variável (Bolsa) e Renda Fixa (títulos com juros).

 

Diferenças entre LCs e CDBs

As LCs e CDBs são títulos de renda fixa para investimentos, que são bem semelhantes, porém diferem com relação a emissores e características.

 

Legislação e histórico de Letras de Câmbio

A legislação de LC que trata de títulos de crédito é antiga, editada pelo Decreto 2044/1.908, há 109 anos, possui ainda parte em vigor.

Decreto 57.663/1.966, há 51 anos, que contêm a Lei Uniforme de Genebra, foi aderida pelo Brasil em 1.940 e internalizada em 1.966.

A LC apesar do nome, não têm relação com moedas ou dólar, que denota troca, em que a financeira recebe o valor inicial do investimento e em troca, no vencimento combinado, remunera o investidor com o valor inicial investido, corrigido com CDI + juros.
A LC é emitida por financeiras, enquanto o CDB é emitido por bancos.

No mercado financeiro, a LC é conhecida como CDB das financeiras.

 

Rendimento de LC x CDB x Poupança

A LC costuma ter rendimento superior ao CDB, que por sua vez tem rendimento superior à Caderneta de Poupança.

Garantia do FGC (Fundo Garantidor de Crédito): Tanto a LC como o CDB, ambos têm cobertura de garantia do FGC em até R$ 250 mil no resgate, para CPF e/ou CNPJ.

 

Valor do investimento em LC

Por lei não há valor mínimo para investimento inicial ou reaplicações posteriores.

A Avista Financeira adota o valor mínimo de R$ 5 mil, no momento, para investimento inicial ou para aportes posteriores.
As Corretoras de títulos e valores mobiliários (CTVMs) e Distribuidoras (DTVMs) praticam valores mínimos de investimentos, conforme a sua conveniência do momento.

 

Tamanho de mercado de LC e evolução recente de LCs

Segundo o Balanço de 30/06/17, da FGC – Fundo Garantidor de Crédito, com base em dados da Cetip e Banco Central do Brasil, informa que LCs no mercado financeiro totalizava R$ 7,06 bilhões contra R$ 6,562 bilhões em 31/12/16, ou seja crescimento nominal de 7,56% ou aumento real de 6,34% (já descontada a inflação do IPCA de 1,18% no 1º Semestre/17).

Este crescimento, se deu mesmo em conjuntura de queda de taxa básica Selic, por parte do Banco Central do Brasil demonstrando que são títulos tradicionais de investimentos.

 

Garantias da LC

A LC conta com tripla garantia: da financeira emissora, do lastro de credito exigida pelo BC e do FGC – Fundo Garantidor de Crédito.

No caso de CDBs emitido por bancos, não há exigência de garantia de lastro de créditos.

São exigidos pelo BC, o Índice de Basiléia, tanto para bancos como para financeiras, indicadores mínimos de capitalização, de Patrimônio liquido sobre Ativos de risco.

 

Riscos de bancos x financeiras

Ambas são instituições financeiras autorizadas pelo BC.

O que difere é o Capital mínimo exigido para estas instituições, com aportes maiores para bancos, porém, não significam necessariamente que os bancos são mais sólidos, seguros e líquidos que financeiras.

Há casos recentes que financeiras adquiriram bancos. Por exemplo: Agiplan e Omni.

 

Rendimento x prazos

Quanto maior o prazo, os rendimentos são maiores e mais atrativos.

Imposto de renda retido na fonte (IRRF).

• 17,5% de alíquota, para prazos superiores há 361 dias ate 720 dias.
• 15% para prazos acima de 721 dias.

A Avista Financeira costuma emitir LCs pós-fixadas com percentuais do CDI, com taxas atrativas e prazos acima de 1 ano até 5 anos.

Nas LCs com taxas prefixadas, com base CDI, a Avista Financeira emite com prazos de 1 a 5 anos.
Redigido por Shinichiro Hirooka, 06 de dezembro de 2017.

Deixe uma resposta